segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O Lado Sombrio Da Lua - Capítulo 2 - Aniversário

Aniversário
Ela estará aqui em breve, Alice pensou, e balançou nas pontas dos pés animadamente. Em mais um dia sombrio, estávamos no estacionamento da Forks High School, esperando por um monte de aulas igualmente sombrias. Eu não compartilhava a emoção em me formar que outros veteranos na escola tinham, provavelmente porque eu já tinha feito isso uma dezena de vezes. No entanto, este ano era diferente por uma razão: Bella Swan.
Ela virou minha existência inteira de cabeça para baixo quando veio para Forks, não afetada pelo medo que eu inspirava em outros seres humanos. Em vez de gritar e correr de mim, uma criatura mitológica assassina, ela foi inconcebivelmente atraída para o meu lado, ao meu toque gelado, não sumindo até mesmo quando soube o que eu realmente era. Sua resposta calma para minha admissão de ser um vampiro ainda me surpreendia. As palavras ainda ecoavam em minha mente: “Não importa“.
“Oi, Alice”, Angela Weber chamou enquanto o namorado dela Ben Cheney tomou-lhe o braço e a levou para os prédios da escola. Ela parece feliz hoje, ainda mais que o habitual, ela pensou, e sorriu de volta. Angela aceitou Alice e eu quase tão facilmente como Bella, só aumentando a minha admiração por ela. Apesar de ter percebido o perigo que apresentamos, Angela não era ninguém que julgava ou condenava. Ela era um espírito puramente bom, incorporando cada aspecto gracioso que o seu nome inspirava.
Cullen parece estar nervoso. Me pergunto o que está acontecendo. Ben firmou seu aperto no braço de Angela e acenou timidamente para mim, e eu levantei a minha mão em resposta. Seu senso de auto-preservação era mais forte do que o de Angela ou de Bella, mas isso não me incomodava. Devemos ser temidos.
“Vejo você na sala de aula, Angela,” Alice quase cantou enquanto fazia uma pirueta perfeita na minha frente. Nos últimos dias ela vem ficando cada vez mais ansiosa, impaciente para hoje chegar. Mesmo Jasper estava ficando irritado com ela – uma raridade, para dizer o mínimo. Eu tinha pena de Bella – ela estava apenas vagamente consciente do que minha irmã era capaz.
Os pensamentos de Alice eram um zumbido incoerente na minha mente enquanto ela passava por todos os planos que tinha feito. “Alice, tenha calma. Você está me dando dor de cabeça”. Encostei no meu carro, tentando relaxar enquanto esperava meu amor chegar. Verdade seja dita, eu estava tão nervoso quanto Alice, mas não devido à excitação, mas pela preocupação. Bella tinha estado temendo hoje – seu décimo oitavo aniversário.
O trovão da picape antiga de Bella finalmente rompeu o ruído à nossa volta, e girei minha cabeça rapidamente. Nenhum dos estudantes humanos podia ouvi-lo ainda, mas Alice ouviu. Ela olhou para mim com um sorriso, sabendo que ainda estava, pelo menos, a um quilômetro de distância. Só mais dois minutos, ela pensou e riu, girando um quadrado pequeno prateado entre os dedos.
O estacionamento do campus estava começando a encher, mas ninguém tentou estacionar perto de mim – eles sabiam que apenas um veículo era bem-vindo aqui. Por um momento eu ouvi o funcionamento mundano das mentes humanas ao meu redor, tentando ignorar a minha irmã hiperativa.
Lá está Mike. Eu deveria comentar sobre como seu cabelo está legal hoje? Os pensamentos sem imaginação de Jessica Stanley foram os primeiros a penetrar na minha consciência. Eu não o vi com ninguém este ano. Talvez… Ela não se recuperou completamente da rejeição de Mike Newton, ainda vivendo em seu mundo superficial de negação, esperando desesperadamente que ele estivesse secretamente esperando o momento perfeito para voltar para ela. Enquanto Mike merecia nada menos do que a auto-absorvida Jessica, suas esperanças eram em vão.
Como de costume, Newton estava totalmente alheio aos seus olhares. Porcaria, o trabalho de vocabulário era pra hoje? Aquele idiota não se lembrava de nada. Revirei os olhos para seus pensamentos; quão difícil era anotar uma data de entrega de trabalho?
Mike Newton não tinha idéia de quanta sorte ele tinha de estar vivo. Quantas vezes eu considerei tirar-lhe o fardo de respirar nos últimos oito meses? Toda vez que ele pensava em Bella, minha Bella – quão bonita ela estava, quão fofa ela soava, como ele considerava-se acima de mim – levou a uma fantasia assassina de minha parte. Eu imaginei matando-o em todas as maneiras excruciantes e violentas que conseguia pensar, e foi só com enorme auto-controle que eu tinha me segurado a dar prosseguimento a meus devaneios. Eu supus que após a formatura, ele teria, finalmente, acabado com todos os pensamentos sobre Bella, mas ela tinha que conseguir um emprego na Newton’s Outfitters.
Mais uma vez, todos os processamentos dos pensamentos de Bella estavam invertidos. “Eu preciso do dinheiro para a faculdade… e gasolina. Você de todas as pessoas deveria saber disso, do jeito que você repreende minha picape”, ela disse em uma tentativa de justificar o seu trabalho.
Na época, eu tinha tocado o monte de dinheiro no meu bolso, sabendo, sem olhar, que eu tinha mais na minha mão do que ela faria em uns doze verões na loja Newton’s. Seu orgulho e auto-suficiência a impedia de aceitar até mesmo um centavo de mim, apesar de que era um gesto trivial de minha parte. Eu tirei o dinheiro do meu bolso mesmo assim, antecipando o olhar encantador de pesar que encheria o rosto dela. Eu não fui desapontado.
“Dinheiro para gasolina não é uma razão boa o suficiente. Quanto você precisa?” Eu desdobrei uma nota novinha de cem e a ergui.
“Nem pense em tentar me dar dinheiro, não vou aceitar”, ela murmurou, e eu sufoquei meu sorriso.
Embolsei o dinheiro, mas outras formas de acabar com a escassez de gasolina de Bella começaram a encher minha mente. Ela viu através de mim, no entanto, me surpreendendo mais uma vez pela sua percepção rápida.
“Melhor eu não ganhar na loteria, ou encontrar uma carteira, ou uma criança desaparecida, ou algo que leve à uma enorme recompensa. E não coloque gasolina na minha picape enquanto durmo, também.”
“Você está sendo absurda. Eu faria uma coisa dessas?” Ela revirou os olhos, desconfiando corretamente do olhar inocente que lhe dei. Inclinei e beijei sua testa, esperando convencê-la de uma maneira diferente.
“O que devo fazer quando você está trabalhando?” Eu disse sedutoramente. Quando meus lábios tocaram sua pele, a sede ardente em minha garganta gritou, mas a dor era quase prazeirosa. Isso significava que seu corpo vibrante estava perto, seguro e humano.
Seu queixo levantou, e ela colocou a mão na minha bochecha, mandando um fogo diferente através do meu corpo. “Você deveria passar algum tempo com sua família. Eu tenho sido muito egoísta, te roubando por quase 24 horas por dia. Vá caçar com Emmett – ele adoraria isso.” Ela sentiu a frustração de Emmett…  ela via tudo, não é?
“Bella…” Eu tentei argumentar, mas ela levantou a mão.
“Você sabe o quanto Charlie quer que eu faça isso; não posso simplesmente ignorar o trabalho que ele me ajudou a conseguir. Isso vai fazê-lo feliz, e então talvez ele pegue leve com você.”
Charlie. É claro que ele quer que ela faça isso, ele tem tentando me separar de sua filha há algum tempo. Depois que Bella voltou de Phoenix, machucada e com gesso até o quadril, o teor de seus pensamentos para mim era menos do que amigável. Raiva e desconfiança giravam em sua mente com uma clareza incomum quando eu chegava perto, junto com seus próprios pensamentos de violência. Quando ele chegou em casa do trabalho naquela tarde quente de julho, foi com um sorriso insolente que ele deu a Bella a oferta da Sra. Newton para um trabalho de meio período. Não precisei ler a sua mente para saber que era seu sonho virando realidade: Bella iria sair do meu lado, e seria forçada a passar tempo com um menino que ele achava que ela podiar pertencer, Mike Newton.
A mesma careta que usei quando Charlie fez o anúncio encheu meu rosto novamente. Bella acariciou minha bochecha, o que tornou difícil para mim ficar com raiva.
“Trabalhar é algo que os humanos fazem, Edward – mas estou sempre aberta para mudança“, disse ela, e eu estremeci. Ela não conseguia resistir a alfinetar minha vontade de manter seu coração batendo. Eu me recusava em condená-la com a imortalidade, e ela se recusava a aceitar sua humanidade. O tema do nosso impasse sempre era um ponto final em conversas, e ela tinha usado para efetivamente encerrar o assunto de seu emprego.
Dois dias depois estávamos em pé quase no mesmo lugar em sua cozinha. “É só por quatro horas”, disse ela enquanto descansava a cabeça contra meu peito.
“Uma eternidade”. Respirei fundo, inalando o máximo de seu perfume que eu podia. Quatro horas não iriam afetar minha resistência à sede infernal de seu sangue, mas a dor iria passar da minha garganta para o meu peito com sua ausência. Eu não estaria muito longe, no entanto…
“Você e Emmett tem planos, certo?”, perguntou ela.
“Sim, nós temos.” Às vezes parecia que ela podia ler minha mente. Mudei de assunto antes que ela pudesse perguntar o que os nossos planos implicavam. “Mas estarei aqui quando você chegar em casa.” Inclinei-me, deslizando minha mão sob os seus cabelos e contra o seu pescoço quente. O calor era enganador, dando a ilusão de poder e força no frágil corpo de Bella, quando na verdade ela era tão delicada como uma estatueta de vidro em minhas mãos.
“Eu estou contando com isso”, ela murmurou e fixou os olhos nos meus. Suas pupilas dilataram enquanto ela encarava, tornando-se desfocadas, e eu sorri, apreciando como eu a deslumbrava. Nossos lábios se encontraram, e todo o meu corpo explodiu com sensual calor. Eu podia sentir o gosto de seu cheiro na minha língua, quase não resistindo à vontade de corrê-la ao longo de seus lábios. Quando mais memórias voláteis de seu sabor vieram à tona, me afastei com relutância.
Eu esperei sua reação, preparado para ela, mas isso ainda me surpreendia. Ela pressionou seu peito contra o meu, e eu senti cada curva suave moldar-se em mim, separadas apenas por poucas camadas de tecido irritante. Minha mente vagou por meio segundo, querendo experimentar a pele dela contra a minha – sem roupa – e o pensamento me fez estremecer. Com grande esforço, continuei a levantar a minha cabeça para longe dela, cuidadosamente quebrando seu abraço, mas não seus ossos. Ela era tão frágil, tão humana… como eu desejava ser também.
“Eu te amo”, disse ela, seus olhos como piscinas de chocolate derretido.
“E eu amo você”. As palavras eram tão inadequadas, mas eram as únicas que ela poderia entender.
Libertei minha Bella, e ela deu uma piscada enquanto entrava em sua picape e ia embora. Já me sentia vazio. As próximas horas seriam uma tortura.
Momentos depois o jipe de Emmett estacionou no mesmo lugar na calçada, meu irmão esfregando as mãos em expectativa enquanto eu entrava.
“Então, mano, o que vamos fazer? Houve um relato de um enorme lobo vagando no parque…”
“Não, nós vamos para a cidade.”
Seu rosto caiu. E quem está na cidade? Como se eu tivesse que perguntar. “Qual a vantagem nisso para mim?”
Os pensamentos de Emmett se voltaram para irritado e frustrado. Bella tinha razão, eu negligenciei meu relacionamento com ele. “Sinto muito, Emmett. É que ela está começando a trabalhar hoje… na Newton’s.” A última palavra saiu como um grunhido, e me surpreendi quando ele realmente sorriu.
“Bella está trabalhando em uma loja de artigos esportivos? Com Mike Newton?” Sua risada sacudiu as janelas da casa atrás de mim. “Bem, isso muda tudo. Vamos nessa!” Os pneus cantaram enquanto ele dava ré, saindo da entrada, e dando a volta.
“Por que você está tão feliz com isso?” Eu zombei.
“Sua garota vai passar as próximas horas cercada por tacos, bolas, raquetes, varas de pesca, e tendas… Eu não posso esperar para vê-la demonstrar uma máquina elíptica.” Sua mente encheu de imagens de Bella destruindo a loja, derrubando displays e ficando presa em redes. E no meio disso estava Newton, tentando ajudar, mas recebendo vários socos e pontapés no processo. Emmett riu enquanto imaginava Newton explicando seus ferimentos para Carlisle na sala de emergência.
“Calma, não vai ser tão ruim assim”, disse eu, agarrando-me à visão de Alice, que Bella não iria realmente atingir o pé com a bola de boliche que ela deixaria cair em cerca de 90 minutos.
“Então o que vamos comprar dela?” Emmett perguntou quando dirigíamos para a cidade.
Nós não vamos comprar nada. Ela me fez prometer que eu não iria visitá-la na loja hoje. Você, no entanto, não está sob nenhuma restrição.”
“E o que você vai fazer enquanto eu estiver lá dentro?” Ele me imaginou desmontando o carro de Newton no estacionamento.
Hum, uma idéia interessante, mas mesmo na pequena cidade de Forks eu seria notado removendo os painéis da carroceria de um carro perfeitamente bom. “Eu vou estar por perto, não se preocupe.” Ouvindo, especialmente aquele idiota, Newton.
“Então estou protegendo Bella de si mesma, ou Mike de você?” Emmett perguntou com as sobrancelhas levantadas.
Dei-lhe um sorriso cheio de dentes, que teria arrepiado cada centímetro da pele oleosa de Newton. “Ambos”.
“Legal”. Emmett estacionou atrás da loja, me mantendo seguramente fora da vista das janelas da frente. “Hum, talvez eu busque arco e flecha.”
“Emmett…” eu comecei, e ele riu novamente.
“Não se preocupe, vou ter certeza de que ela não se machuque.”
Saltei para o telhado e facilmente encontrei os pensamentos bobos de Newton. Ele estava treinando Bella, mostrando-lhe onde estava a escada para que ela pudesse alcançar a mercadoria nas prateleiras mais altas. Meus dentes fecharam com um estalo quando ele ficou de pé muito perto atrás dela enquanto ela subia a escada para pegar uma caixa de sapatos. Mesmo que não a tocasse, seus pensamentos eram suficientes para render uma sentença de morte vinda de mim.
Ela tem um cheiro ótimo. Será que é o seu xampu ou ela está usando perfume? Será que ela ainda está saindo com o Cullen?
“Saia de perto dela”, disse eu, principalmente para mim. Emmett me ouviu quando ele entrou pela porta da frente, no entanto.
Não se preocupe, vou cuidar disso. Ele viu quando Bella encontrou a caixa que ela queria e começou a deslizá-la para fora do meio de uma pilha alta. Assim que a pilha cambaleou, Emmett falou.
“Bella! Você trabalha aqui?” ele disse em voz alta, assustando-a. Dez caixas de sapato foram derrubadas em cima do Mike quando Bella segurou a escada para não cair.
Eu não pude deixar de rir com Emmett, observando as botas de caminhada quicarem no crânio de Newton. Bella balançou em cima da escada, no entanto, ainda alguns passos no ar. “Não deixe ela cair, Em!” Eu falei.
Ele estava ao lado de Bella em um instante, segurando a escada e ajudando ela a descer. Mike levantou olhando para a confusão em torno dele, atordoado.
Ela está bem! Eu juro que você vai ser o primeiro vampiro a desenvolver uma úlcera. Ele olhou para Bella, que estava obviamente chateada.
“O que você está fazendo aqui?” Bella disse entre dentes.
“Eu preciso de um taco de beisebol novo. Você acha que pode me ajudar?” Emmett disse docemente.
Através dos olhos de Emmett vi Bella bufar e se virar para Mike. “Você está bem?” ela perguntou, dando ao meu irmão um olhar ameaçador.
“Sim, estou bem. Talvez eu devesse pegar o material que está lá no alto”. Ele pegou uma caixa vazia e começou a separar os sapatos, procurando os que combinavam com a etiqueta no cartão.
“Deixe-me fazer isso, você pode ajudar Emmett,” ela disse e deu para Emmett um sorriso malicioso.
“Hum, tudo bem, se é isso que você quer”, disse Mike. Por que ela não quer pegar a venda dele? Todos gastam dinheiro como se fosse água. Talvez ela esteja com medo dele.
Eu suspirei. Bella estava tão teimosa como sempre, até se recusando a pegar a comissão da compra de Emmett. Talvez ter Newton protegendo Bella não fosse a pior das coisas. Melhor ele não deixá-la subir naquela escada de novo…
Emmett seguiu o meu inimigo até as prateleiras dos bastões de beisebol. “Você gosta de madeira ou alumínio?” Mike perguntou sem entusiasmo.
“Definitivamente alumínio. Madeira quebra maneira muito fácil.”
Os olhos de Mike se desviaram para os bíceps maciços de Emmett. Eu posso acreditar que ele poderia quebrar um bastão. Os bastões de metal encheram sua visão. Vamos ver o quanto ele está disposto a pagar.
Ele pegou um dos bastões mais caro na prateleira. “Este é o melhor que temos, perfeitamente equilibrado, criado para o efeito trampolim máximo.”
Emmett pegou o bastão, enrolando os dedos em um punho estreito, e balançou o bastão devagar… devagar para ele, de qualquer forma. “Hmmm, parece meio frágil para mim. Você tem um com um punho de maior diâmetro?”
Mike analisou os dedos enormes de Emmett. “Hum, e este aqui? É um pouco mais caro, mas tem um punho maior com composição de carbono”. A única coisa grande o suficiente para essas mãozonas seria um poste. Ele poderia me quebrar em dois sem derramar uma gota de suor.
Eu ri. “Mike acha que você poderia quebrá-lo ao meio, Em.” Com sorte, ele entenderia o quanto eu adoraria ver Newton sofrem tal destino.
Emmett pegou o bastão novo e o balançou de forma mais ameaçadora, errando o ombro de Mike por 2 centímetros. Saboreei o medo que inundou a mente de Newton quando ele recuou nervosamente.
Emmett fingiu não notar. “Eu gosto deste. É parecido com o meu antigo. Vou levá-lo.”
Eles caminharam até a frente da loja, passando por Bella no caminho. Ela tinha quase terminado de separar os sapatos e ela olhou nervosamente para a escada.
“Vou colocá-los lá em cima. Não se preocupe com isso, Bella”, disse Mike generosamente. Pelo menos ele entendia as limitações de Bella. “Por que você não ajuda aquelas moças que estão olhando as roupas de ginástica?”
Enquanto Mike estava esperando pelo cartão de crédito de Emmett ser aceito, seus pensamentos vagaram em outra direção. “O que aconteceu com seu bastão antigo?” ele perguntou.
Aqui está o porquê você me ama, Edward, Emmett pensou. “Bem… você conhece o meu irmão, Edward, né?” Ele pegou uma bola de beisebol da pilha do balcão. “Ei, vou levar essa também.”
Mike se arrepiou com o som do meu nome, e eu sorri, sabendo onde Emmett estava indo. “Sim, nós já nos conhecemos. Ele namorou Bella por um tempo, eu acho.” Espero que ele tenha tido a mesma sorte que eu com Jessica. Talvez Bella esteja livre esta noite.
Eu bati minha mão ao lado da unidade de ar-condicionado perto de mim, deixando um buraco do tamanho de um punho no aço espesso.
“Sim, ele é louco por ela.” Ênfase em LOUCO! “Bem, nós estávamos jogando bola na semana passada e eu comentei que Bella era meio”, ele baixou a voz, “desajeitada. Ele não gostou de mim falando dela dessa maneira, e ele deu um jeito de enrolar meu bastão de alumínio em uma árvore.” Ele fez uma pausa, dando a Mike a chance de me imaginar tão irritado que eu pudesse dobrar um bastão de metal. “Ele é muito mais forte do que parece”, Emmett acrescentou.
“Uau, eu que o diga”, Mike murmurou. Eu realmente preciso tomar cuidado com ele.
Emmett não havia concluído. “Eu me pergunto se ele sabe que Bella está trabalhando aqui. Ele não ficou feliz ao descobrir que ela tinha um emprego, sabe.” Emmett coçou o queixo, olhando para a escada. “Ele é muito protetor com ela.”
Mike engoliu ruidosamente. “Ele é?” Tá mais para possessivo.
“Ah, é. Você sabe como Bella ficou depois de cair em março passado?” Mike balançou a cabeça e cobri meu rosto com a mão. O que Emmett estava fazendo agora?
“Isso não é nada comparado como o que o gerente do hotel parecia quando Edward acabou com ele. Todo mundo pensou que o gerente caiu da varanda do terceiro andar por acidente. A fratura do crânio danificou sua memória recente, então ele não pode apontar quem foi…”
Droga, ele estava fazendo uma farsa disso agora. “Emmett, corta essa”, eu gemi. Seu dom para o dramático prejudicaria toda a sua credibilidade, justamente quando Mike estava começando a me temer.
Me deixe trabalhar, irmãozinho. Olhe como ele treme!
Concentrei-me na mente de Mike de novo, maravilhado em ouvir seu coração começar a acelerar enquanto ele me imaginava jogando um homem para fora de um telhado. O que aconteceria se Bella se machucasse aqui? Ele pensou em pânico, olhando para o display de facas de caça perto da porta.
“Me desculpe por duvidar de você, Em. Isso foi excelente. Ele morre de medo de mim agora. Obrigado”, eu disse, rindo. Quem diria que Mike era tão crédulo quanto era chato?
Bella veio atrás de Emmett nesse momento, distraindo-me do terror de Mike. “Encontrou o que precisava?” ela disse secamente.
“Com certeza. Você e Edward vão sair depois do trabalho?” Ela está irritada.
É claro que ela estava. Olhei para Bella através de seus olhos e vi a indignação em seu rosto. Quando ela viu o olhar de medo no rosto de Mike, ela fechou as mãos em punhos. “Sim, vamos. Você precisa de mais alguma coisa?” As palavras eram cortantes, mas divertidas: o bater de asas de uma borboleta frágil.
Meu irmão evitou uma risada. “Não, só isso.” Ela é uma gracinha quando está enfurecida.
“Vou dizer a Rosalie que você pensou isso”. Eu disse. Ele estava brincando, mas eu não estava no clima.
Credo, se acalme, Edward.
Mike entregou-lhe o bastão, fazendo uma lista mental dos lugares mais seguros para Bella trabalhar na loja.
“Obrigado. Vou dizer a Edward que te vi”, Emmett disse e Mike ficou pálido. Eu ri, satisfeito de que Newton não faria mais avanços na minha Bella.
Emmett se virou para Bella. “Você deveria ficar longe das escadas, Bella”, disse elesério.
“Obrigado, Em”, eu disse sinceramente.
Sem problema, mano.
Bella apontou o dedo para ele. “Eu posso cuidar de mim mesma. Vá para casa, Emmett. Diga a Edward que vejo vocês dois mais tarde.”
Ela sabia que eu estava perto, ouvindo, e eu teria de aguentar seu temperamento quando ela saísse do trabalho. Sorte minha, e de Emmett, a ira de Bella nunca durava muito tempo, e eu sabia que poderia encontrar uma maneira de distraí-la. A memória do nosso último beijo retornou em um flash.
“OK. Tchau Mike!” Emmett disse jovialmente e saiu. Você me deve uma.
“Devo sim. Valeu.”
“Temos que ficar aqui durante as próximas três horas?” Emmett estava balançando seu bastão novo em sua velocidade normal, assobiando com ele enquanto esperava por mim atrás da loja. Eu pulei do telhado e ele me jogou a bola. Vamos, ele não vai mexer com ela – ele provavelmente vai fazer tudo que puder para mantê-la segura.
Eu escutei os pensamentos de Mike de novo, e a suposição de Emmett estava correta. Mike estava se concentrando em manter Bella na seção com sacos de dormir e colchões de ar, onde seria menos provável dela se machucar. Ele até desviou os olhos quando ela se agachou para pegar um pedaço de lixo.
“Você está certo, ele é inofensivo. Obrigado novamente.”
Emmett me deu um tapinha nas costas. O amor não é ótimo? “Que tal a gente experimentar o bastão? As nuvens parecem bem escuras para o leste.” Seu telefone apitou e eu li a mensagem de texto através de seus olhos.
A bola de boliche desapareceu – ela vai ficar bem. Trovão em dez minutos. Nos encontramos lá.
****
Meus pensamentos voltaram para o presente quando o trovão que ouvi era realmente o som da caminhonete de Bella chegando na escola. Mike nem sequer olhou para cima quando ela retumbou passando por ele, embora seus pensamentos registrassem a presença de Bella. Encontrei seus olhos quando ele me olhou furtivamente, mas não reagi. Mike engoliu rapidamente antes de pegar sua mochila e caminhar rápido para o banheiro.
Tanto problema só para Bella poder ganhar uma ninharia. De todas as atividades humanas para ela insistir… e depois ainda lutar tanto para não celebrar o mais humano de todos os eventos, o seu décimo oitavo aniversário. Sempre ao contrário. É claro.
Quando Bella estacionou em sua vaga, Alice girou o presente como um peão na ponta do seu dedo. Acha que ela vai gostar?
A pergunta me surpreendeu – Alice não poderia ver a reação de Bella? Eu olhei em sua mente, e só consegui ver Bella recusando o presente. Claro.
“Eu não tenho idéia. Você sabe como Bella é sobre presentes, então eu não esperaria que ela fique feliz, supondo que você a consiga fazer abri-lo.” Toda vez que eu havia lhe dado alguma coisa, mesmo que apenas um jantar fora agradável, ela choramingava e se queixava, não querendo permitir para si mesma ou para mim qualquer prazer. Ela tinha tão pouco de coisas materiais, e eu tinha tanto, por que não ela me deixava compartilhar alguma dessa abundância com ela? Era ridículo.
Mas eu não estava disposto a deixar que ela jogasse fora essa experiência humana, e Alice tinha estado mais do que feliz por organizar uma festa para Bella. Eu não conseguia lembrar de nenhum dos meus aniversários humanos, e eu não ia deixá-la esquecer este. Era certo que ela celebrasse… o que eu não daria para chegar aos dezoito anos?
Alice mal deixou Bella estacionar a picape antes de ir ao seu encontro. Era surpreendente que o veículo enferrujado tivesse sobrevivido por tanto tempo na encharcada Washington; ele deveria ter dissolvido como um cubo de açúcar no dilúvio constante há muito tempo.
Bella bateu a porta depois que saiu do carro. Eu esperava que ela estivesse abatida hoje… embora isso seja completamente irracional. A ruga entre suas sobrancelhas se aprofundou quando sua visão se desviou para o presente simples nas mãos de Alice. Eu lutei contra o desejo de ultrapassar a minha irmã e pegar Bella em meus braços, embora eles me pedissem para fazer exatamente isso. Alice deveria ter sua chance.
“Feliz aniversário, Bella!” Alice falou.
“Shhh!” Bella se abaixou, como se para esconder atrás da gola do seu casaco.
“Você quer abrir seu presente agora ou depois?” Agora, por favor, agora… Alice cantou em sua cabeça. Ela sabia que Bella não iria concordar com nenhuma das opções, mas desta vez ela estava esperando mudar sua visão do futuro.
“Sem presentes,” Bella gemeu, e eu sorri. Nem Alice poderia influenciar a minha Bella teimosa.
“Tudo bem”, Alice disse com tristeza, “mais tarde, então. Gostou do álbum que sua mãe te mandou? E a câmera de Charlie?”
“É. Eles são ótimos.” Bella parecia encolher ainda mais.
“Acho que é uma boa idéia. Você é veterana apenas uma vez. Então melhor documentar a experiência.” essa primeira vez … Alice acrescentou para meu benefício, lembrando a sua visão de Bella com uma vampira recém-nascida com flamejantes olhos vermelhos.
“Hoje não, Alice,” eu sussurrei rapidamente. Seu braço estava perto o bastante para beliscar – e eu poderia fazer tão rápido que Bella não iria ver. Alice recuou para longe, vendo seu futuro machucado, e eu mudei de idéia. Às vezes, a ameaça era melhor do que a punição real.
“Quantas vezes você esteve no último ano?” Bella argumentou, ignorando a troca entre nós.
“É diferente”, Alice disse, virando-se para mim. Feliz?
Os olhos de Bella se apertaram, e eu a alcancei antes que ela pudesse responder. Seu rosto suavizou quando ela se virou para mim, abençoando-me com seu lindo rosto.
Embora eu só tenha saído do lado de Bella há poucas horas atrás, já estava ansioso para vê-la novamente. O tempo longe dela era apenas uma mancha na minha existência, um piscar de olhos nos meus mais de cem anos, mas cada segundo de separação parecia um ano. Então, quando estávamos juntos, o relógio parecia girar mais rápido do que nunca, especialmente aqui no purgatório, que era a escola. Minha percepção do tempo foi apenas uma das muitas formas que Bella tinha me mudado nos oito curtos meses que eu a conhecia.
Ela jogou sua mão na minha, e eu não pude deixar de apertá-la. O calor de seus dedos embebeu os meus, viajando até o meu braço e me enchendo de calor. O coração dela perdeu o compasso quando olhou para mim e eu sorri mais largo. Seus olhos castanhos engoliram minha visão, e por um momento eu estava perdido neles. Ela parecia não compreender que ela me deslumbrava com a freqüência que eu a deslumbrava.
Feliz Aniversário, meu amor, eu pensei, mas não dei voz as palavras. “Então, como foi discutido, eu não tenho permissão para lhe desejar feliz aniversário, correto?” Eu disse, traçando os lábios dela com meu dedo, esperando que ela sentisse o mesmo prazer elétrico no meu toque que eu sentia em sua pele macia de bálsamo.
“Sim, isso é correto”, disse ela formalmente, um rosado delicioso colorindo suas bochechas.
“Apenas checando. Você poderia ter mudado de idéia. A maioria das pessoas parece gostar de coisas como aniversários e presentes”.
Alice riu. “Claro que você vai gostar.” Ela tentou olhar a frente no futuro de Bella, mas só podia me ver tentando convencer o meu amor sair de sua picape na frente da nossa casa depois da escola. Até Bella decidir que ela iria para sua própria festa de aniversário, o futuro era um mistério.
“Todo mundo deve ser gentil com você hoje e fazer o que você quiser, Bella. Qual é a pior coisa que poderia acontecer?” Eu mal mantive meu sorriso no lugar. Bella estava muito familiarizada com o ‘pior’. E com a sua sorte…
“Envelhecer”, resmungou Bella, e eu não pude evitar pressionar os meus lábios juntos. Lá se vai a chance de tentar evitar uma discussão muito tediosa.
Alice não se intimidou. “Dezoito não é muito velha. As mulheres não costumam esperar até os 29 para se aborrecer com os aniversários?”
“É mais velha do que Edward,” Bella disse tristemente. Suspirei alto, desejando que Bella entendesse o quanto eu desejava ficar mais velho que ela – a envelhecer com ela. Como ela era a afortunada.
“Tecnicamente, só por um aninho no entanto.”
Bella considerou as palavras de Alice e depois relaxou um pouco. Talvez ela pudesse ver o quanto melhor era para ela ficar humana, afinal.
“Que horas você vai estar em casa?”
Bella ficou tensa novamente, e seu aperto em minha mão ficou mais forte. “Eu não sabia que tinha planos para estar lá.”
A visão de Bella se recusando a participar de sua festa ficou mais clara na mente de Alice e eu gemi mentalmente.
Alice não aceitou este futuro, e lutou furiosamente para mudá-lo. “Ah, seja justa, Bella! Você não vai estragar toda a nossa diversão desse jeito, não é?”
“Pensei que meu aniversário era sobre o que eu quero”, Bella retrucou.
“Vou buscá-la no Charlie logo depois da escola,” eu disse, na esperança de acalmar Alice.
“Eu tenho que trabalhar,” Bella disse, satisfeita.
“Na verdade não,” Alice respondeu. O rosto de Bella ficou vermelho de novo. “Eu já falei com a Sra. Newton sobre isso. Ela trocou seus turnos. Ela falou para te dizer ‘Feliz Aniversário’.”
“Eu – ainda não posso ir. Eu, bem, não assisti Romeu e Julieta para a aula de Inglês.”
Enquanto Alice tentava em vão convencer Bella a desistir de ver o filme, pude ver o temperamento profundamente enterrado de minha irmã ascender. Finalmente ele rompeu e ela se virou para mim com gelo em sua voz.
“Isso pode ser fácil, ou pode ser difícil, Bella, mas de um jeito ou de outro…” A imagem de Alice arrastando uma Bella gritando pela floresta era uma visão indesejada em minha mente.
“Relaxe, Alice. Se Bella quer assistir um filme, então ela pode. É seu aniversário.” Alice apertou os lábios.
Não se atreva a ficar do lado dela – você quer isso tanto quanto eu, eu sei.
“Pronto,” Bella disse. Eu quase esperei que ela colocasse a língua para fora.
“Eu vou trazê-la em torno das sete. Isso te dará mais tempo para arrumar as coisas.”
Alice olhou para o futuro e viu Bella e eu subindo calmamente os degraus da minha casa, e se animou. “Soa bem. Vejo você à noite, Bella! Vai ser divertido, você vai ver.” Ela pulou e deu um beijo leve no meu rosto antes de ir correndo para a aula.
Bella choramingou, tendo perdido a oportunidade de discutir mais. “Edward, por favor”, mas eu delicadamente pus meu dedo sobre sua boca, seus lábios tão macios contra a minha pele de pedra. Chega de discutir.
“Vamos discutir isso mais tarde. Vamos nos atrasar para a aula.”

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada

The Twilight Saga - Breaking Dawn - Part 2